Home Associação Raça Bísara Fumeiro Gastronomia Boletins Links
 
 

 

O concelho de Vinhais, situado a norte da região de Trás-os-Montes, a uma altitude de aproximadamente 1000 metros, possui inigualáveis condições naturais e um clima específico caracterizado por Invernos longos e frios e verões quentes e curtos, que permitem uma cura perfeita do fumeiro regional.
Como outros factores que determinam a qualidade excepcional do fumeiro de Vinhais podemos considerar: o porco Bísaro, raça autóctone perfeitamente adaptada ao maneio e alimentação tradicional; e a arte na elaboração artesanal que foi sendo transmitida de geração em geração.
Vinhais, já tem reconhecidos 7 Produtos Tradicionais, uma indicação que comprova a reputação, genuinidade e o modo de produção específico destes enchidos.

IGP. O que é?


A IGP é o nome de um produto onde a relação com o meio geográfico subsiste, pelo menos, numa das fases de produção, transformação e elaboração. Uma certificação de origem do produto alimentar. Protegida pela União/Comunidade Europeia, esta menção garante a autenticidade do produto em relação à sua origem.

Que garantias dá ao consumidor?

O consumidor tem a garantia de que o produto foi produzido através de métodos ancestrais, que possui características sápidas e aromáticas inigualáveis, e que foi sujeito a um sistema de controlo independente, ao longo de toda a fileira de produção.

 


- - - Produtos - - -

 

 

SALPICÃO DE VINHAIS (IGP)


É um enchido de carne de lombo e lombinho de porco de raça bísara ou cruzamento desta raça, cheio em tripa grossa de porco com formato recto, cilíndrico e fumado. A carne utilizada é devidamente condimentada com sal, vinho tinto ou branco da região, água, alho, colorau e louro.
COMO SE DEVE CONSUMIR: preferencialmente em finas fatias, depois de curado, ou assado enquanto fresco.


 

CHOURIÇA DE CARNE DE VINHAIS (IGP)


Também denominada localmente por Linguiça de Vinhais, é um enchido de carne e gordura de porco de raça bísara ou cruzamento desta raça, cheia em tripa delgada de porco ou de vaca, de secção cilíndrica e fumada. A carne e a gordura utilizadas são devidamente condimentadas com sal, vinho tinto ou branco da região, água, alho colorau e louro.
COMO SE DEVE CONSUMIR: crua, assada ou cozida, dependendo do tempo de cura.


 

ALHEIRA DE VINHAIS (IGP)


É um enchido fumado, obtido a partir de carne de porco de raça bísara ou cruzamento desta raça, pão regional de trigo e azeite de Trás-os-Montes (DOP), condimentada com sal, alho e colorau. É constituída por uma pasta fina na qual se podem aperceber pedaços de tamanho reduzido (carnes desfiadas), cheia em tripa delgada e seca de vaca.
COMO SE DEVE CONSUMIR: assada.


 
BUTELO DE VINHAIS (IGP)


É um enchido fumado, obtido a partir de carne, gordura, ossos e cartilagens, provenientes das partes da costela e coluna vertebral de porco da raça Bísara ou cruzamento desta raça, cheios em estômago (“bucho”), bexiga ou tripa do intestino grosso do porco (“palaio”).
As carnes com os ossos e as cartilagens são devidamente condimentadas com sal, alho, colorau, louro, água e vinho branco ou tinto da região.
COMO SE DEVE CONSUMIR: cozido.


 
CHOURIÇA DOCE DE VINHAIS (IGP)


É um enchido fumado constituído por carne magra e carne gorda de porco da raça Bísara ou produto de cruzamento desta raça, sangue de porco, pão regional, mel, nozes ou amêndoas e azeite de Trás-os-Montes (DOP). É cheio em tripa delgada de vaca ou porco.
As carnes e gorduras de porco são condimentadas e cozidas em água, as carnes desfiadas são adicionadas ao pão regional, formando uma massa que é finalmente condimentada e à qual se adicionam os restantes ingredientes.
COMO SE DEVE CONSUMIR: cozida.


 
CHOURIÇO AZEDO DE VINHAIS (IGP)


É um enchido fumado, obtido a partir de carne, gordura de porco da raça Bísara ou produto de cruzamento desta raça, pão regional de trigo e azeite, cheio em tripa do intestino grosso de porco.
A carne e gordura de porco são devidamente condimentadas com sal. Depois de cozidas são desfiadas e misturadas com o pão, formando uma massa, que finalmente é condimentada com colorau, alho e azeite.
COMO SE DEVE CONSUMIR: cozido.

 

 
PRESUNTO BÍSARO DE VINHAIS (IGP)


É obtido a partir das pernas de porcos Bísaros, adultos, machos ou fêmeas excluíndo os machos inteiros. Depois de um período de salga durante cerca de 30 dias, o sal é eliminado através de uma lavagem e o presunto é untado com uma mistura de colorau, azeite e/ou banha. Posteriormente é exposto à acção pouco intensa e gradual do fumo de carvalho ou castanho. A cura e envelhecimento é feita em local frio e seco. Todo a processo não pode ser inferior a 12 meses.
COMO SE DEVE CONSUMIR: cru, em finas fatias.